Você está aqui.

Você está aqui e ao mesmo tempo está fragmentado em intimidades escondidas e expostas. Você carrega consigo desejos ocultados em livros empoeirados e ao mesmo tempo traz uma multidão inteira toda vez que caminha por aí. E nesses caminhos interligados as janelas se abrem e se distanciam. E em cada esquina você espera conseguir apertar um botão que sincronize todas as vozes que você traz consigo.

Você pode até negar o conforto destas palavras entregues assim, diretamente a você. Entretanto, como tudo pode caber nesse mesmo tempo, peço para que esqueças das inúmeras janelas abertas para que possa realmente apertar esse botão.

Só assim você será capaz de se entregar às várias possibilidades que esse projeto lhe traz.

Só assim você estará adentrando nas poéticas singelas de um eu lírico que almeja o plural.

Só assim dentre os seus vários cliques algo poderá vir a estalar.

Só assim, quem sabe, o que é vozerio virá a ser a sua voz.